littlemermaid
Estátua da pequena sereia inspirada no conto de Hans Christian Andersen, um dos principais pontos turísticos de Copenhague

Copenhague, capital da Dinamarca, é considerada “um conto de fadas moderno com um final feliz”. A associação se deve, em parte, ao escritor Hans Christian Andersen, que passou boa parte de sua vida na cidade.

Como os irmãos Grimm, Andersen escreveu contos que tomaram o imaginário de gerações, e, impulsionados por produções de Walt Disney, alcançaram crianças do mundo todo. São de sua autoria, por exemplo, os clássicos “A Pequena Sereia”, “O Patinho Feio”, “O Soldadinho de Chumbo” e “A Princesa e a Ervilha”.

Filho de um sapateiro e de uma lavadeira, nasceu em Odense e não pôde contar com uma educação formal de qualidade. Em 1816, aos 11 anos, perdeu o pai e, três anos depois, decidiu tentar a sorte como artista em Copenhague, viajando sozinho de trem de forma clandestina. Na capital, passou por momentos miseráveis até conseguir uma oportunidade no Teatro Real da Dinamarca.

Os percalços não se encerraram na infância. A vida de Andersen é permeada de ironia e desesperança, com pedidos de casamento rejeitados e dificuldades para se firmar profissionalmente. Em contrapartida, ela lhe rendeu material para criar histórias que contém sentimentos universais, como dor e descrença e, por fim, otimismo.

Veja a seguir alguns pontos ligados à vida e à obra do escritor na capital dinamarquesa.

As primeiras noites em Copenhague

Quando Hans Christian Andersen chegou a Copenhague, em 6 de setembro de 1819, aos 14 anos, ficou hospedado em um hotel em Vestergade, no número 18.

Teatro Real

Kopenhagen

Andersen tinha ambições artísticas amplas quando chegou a Copenhague – queria ser bailarino, cantor ou ator. Ao ser admitido no coral de garotos do Teatro Real , seu timbre chegou a impressionar. Mas o momento não era favorável – em plena adolescência, sua voz mudou e o contrato foi cancelado.

[toggle title=”Serviço”]
Endereço
Kongens Nytorv 9
1017 København K

Como chegar
A estação de metrô mais próxima é a Kongens Nytorv.

[/toggle]

estatuaandersen
Estátua no Rosenborg Castle

Estátuas de Hans Christian Andersen

Talvez o nome dinamarquês mais famoso no mundo, Andersen conta com duas estátuas em Copenhague.

Uma delas fica na praça Rådhuspladsen, onde são realizados eventos e festas populares da cidade. Em bronze, a escultura feita por Henry Luckow-Nielsen, em 1965, retrata o escritor sentado com um livro.

A outra fica no Rosenborg Castle Gardens, o jardim real mais antigo da Dinamarca, criado em 1600. Naturalmente, nos seus mais de 400 anos de existência, o parque sofreu várias modificações, mas as entradas foram preservadas.

[toggle title=”Serviço”]
Endereços

Praça Rådhuspladsen
Rådhuspladsen 1550

Rosenborg Castle Gardens
Øster Voldgade 4

Como chegar
A estação de metrô mais próxima ao Rosenborg Castle Gardens é a Nørreport, a 450 metros.

[/toggle]

Nyhavn

Nyhavn_København

Antes um porto comercial que recebia navios de várias partes do mundo, hoje o Nyhavn foi ressignificado com suas residências do século 17 e restaurantes luxuosos próximo ao canal. Andersen viveu em três casas na região: no número 20, escreveu contos como “A Caixinha de Surpresas”, “O Pequeno Cláudio e o Grande Cláudio” e “A Princesa e a Ervilha”, no número 67 morou por 20 anos e no 18, por dois anos até a sua morte, em 1875.

[toggle title=”Serviço”]
Como chegar
A estação de metrô mais próxima é a Kongens Nytorv.

[/toggle]

Tivoli GARDENS

Tivoligardens2

Segundo o diário do escritor, a inspiração para o conto “O Rouxinol e o Imperador da China” surgiu no Tivoli Gardens, o segundo parque de diversões mais antigo do mundo, inaugurado em agosto de 1843. Em 2014, a montanha russa do Tivoli completa cem anos.

[toggle title=”Serviço”]
Endereço
Vesterbrogade 3

[/toggle]

Monumento da pequena sereia

É um dos principais pontos turísticos de Copenhague e completou cem anos em 23 de agosto de 2013. A estátua foi uma encomenda de Carl Jacobsen, que, ao ver uma performance de balé baseada no conto “A Pequena Sereia” (publicado em 1837), se apaixonou pela personagem e requisitou o trabalho do escultor Edvard Eriksen. A escultura de bronze e granito é baseada na bailarina Ellen Price, que protagonizou o espetáculo em 1909 no Teatro Real.

Para ninguém dizer que vandalismo é uma particularidade brasileira, a pequena sereia de Copenhague já foi “decapitada” e pichada algumas vezes, tendo de passar por processos de restauração.

[toggle title=”Serviço”]
Endereço
Langelinie 2100

[/toggle]

Cemitério

cemitério

Andersen morreu em 1875 e está enterrado no Assistens Kirkegård, considerado um dos cemitérios mais bonitos da Europa. Criado em 1760, converteu-se em importante ponto turístico de Copenhague e em um parque para os habitantes da cidade.

[toggle title=”Serviço”]
Endereço
Kapelvej 4

Como chegar
A estação de metrô mais próxima é a Fórum, a 1km de distância.

[/toggle]

Dica: Embora haja estações de metrô próximas aos pontos turísticos, Copenhague é uma cidade relativamente pequena e plana, e a bicicleta é bastante usada como meio de transporte no dia a dia. Como em várias cidades europeias, os turistas conseguem facilmente alugar bicicletas por um tempo determinado.

[button url=http://google.com icon=pin]Mapa[/button]
[put_wpgm id=65]