por Carol Cunha

MURO PINTADO COM POESIA, EM LEIDEN, NA HOLANDA
MURO PINTADO COM POESIA, EM LEIDEN, NA HOLANDA

Leiden é uma charmosa cidade histórica na Holanda que está a 40 minutos (de trem) de Amsterdã. Ela é mais conhecida por ser a terra natal do pintor Rembrandt e por abrigar a mais antiga universidade do país (frequentada por Albert Einstein), além de museus curiosos como o Museu de Antiguidades, que tem um templo egípcio original, e o Hortus Botanicus, criado em 1590 e que iniciou a plantação das primeiras tulipas holandesas.

Para quem ama literatura, uma das melhores pedidas é andar a pé ou de bicicleta pelo centro. De qualquer lugar, você pode acabar esbarrando com um poema no caminho. Isso porque no lugar de muros grafitados, a arte urbana da cidade traz poesias.

Todas fazem parte do “Poemas e Muros”, projeto local de incentivo a leitura que começou em 1992 e terminou em 2005. O último poema a ser pintado foi “De Profundis”, de Garcia Lorca. A cidade abraçou a ideia e os poemas se tornaram uma atração turística.

A cidade tem mais de 100 poemas de escritores internacionais pintados à mão nas paredes de edifícios históricos do centro.  Eles estão escritos na língua original e estão em todo lugar: em casas, escolas, museus, cafés.

Os trabalhos incluem poesias de Rimbaud, Shakespeare, Verlaine, Octavio Paz, Marina Tsvetaeva, E.E. Cummings, Bashô, Pablo Neruda, Safo, Fernando Pessoa, Dylan Thomas, William Butler Yeats, entre outros. Carlos Drummond de Andrade é o único brasileiro a ter um poema inscrito nos muros, Papel.

andrade

Os poemas foram escritos em diferentes idiomas e formato de letras. Em alguns casos, o texto traz uma placa com traduções para o inglês.

O site Muurgedichten (“o muro dos poemas”) traz uma lista de praticamente todos os autores que estão espalhados pelas ruas de Leiden, bem como fotos dos muros.

A caminhada poética inclui pontos como moinhos históricos do século 18, paradas nas pontes para apreciar o canal e ruas estreitas que convidam a se perder nelas.

Serviço

  • A melhor maneira de conhecer os poemas é caminhando a pé ou de bicicleta. A dica é fazer uma parada no Centro de Informações ao Turista, que possui folhetos e mapa com a localização das obras. O centro fica em frente à estação central de trem da cidade, na Stationsweg 41 | telefone: 071-516 60 00 |  e-mail: info@vcleiden.nl
  • De Leiden para Amsterdã: pegando o trem na estação central de Amsterdã você desembarca na Estação Central em Leiden. A viagem dura pouco mais de 30 minutos (os bilhetes custam € 8,60 ou € 14,60, unitário, ou  € 17,20 ou  € 29,20 para um bilhete ida-volta. Os mais baratos são de 2ª classe, e os mais caros, de 1ª). Você também pode ir de ônibus (a viagem, nesse caso, dura pouco menos de 1h30) ou de carro/táxi (em menos de uma hora).

Veja aqui o mapa com trajetos de Amsterdã-Leiden

Acesse o site com os itinerários dos trens


 

iamage1

 

poema3

Russian poet, Marina Tsvetajev, the first wall poem

Screen-Shot-2012-10-28-at-8.01.11-PM

Screen-Shot-2012-10-28-at-8.02.10-PM

Screen-Shot-2012-10-28-at-8.04.51-PM